Conheça a linha de aditivos em pó da Erca

Especialmente desenvolvidos para uso em argamassas e concretos pré-misturados, isto é, argamassas industrializadas e concretos secos e ensacados, finalizados na obra com adição de água, a linha Drymix de aditivos em pó da Erca Brasil é mais uma opção competitiva e de alto rendimento para o mercado construtivo brasileiro.

Diferentemente dos aditivos líquidos, nos quais a água assume um volume considerável na formulação, os aditivos em pó pressupõem 100% do componente ativo, sendo um produto de maior valor agregado, além de ter sua dosagem in loco facilitada.

A linha é composta por três produtos: Fluxer, Aertek e Tardus.

 

O FluxerDrymix 400 é o aditivo à base de policarboxilatos voltado para a produção de groutes e argamassas autonivelantes por conferir aumento de fluidez à mistura. “O Fluxer Drymix 400 tem demonstrado, em testes em clientes, que uma dosagem entre 2,5 a 4 vezes menor do que a de um naftaleno ou melamina em pó, que são as matérias-primas tradicionalmente empregadas para grouts e argamassas autonivelantes, tem atendido bem os requisitos para esses tipos de aplicação”, destaca Ricardo Alencar, gerente da unidade de químicos para construção.

Outras vantagens de uso do FluxerDrymix 400 é a redução no consumo de água, diminuição no consumo de cimento, aumento da resistência, minimização de fissuração e ganho em durabilidade.

“A Erca produz policarboxilados no Brasil desde 2008. Foram praticamente 9 meses até podermos desenvolver todas as condições para produzirmos o policarboxilato em pó, de forma pioneira no país neste ano”, explica Alexandre Maturano, gerente de produção, pesquisa e desenvolvimento.

Já, o AertekDrymix 10 é um aditivo à base de surfactantes, com alto poder de incorporação de ar, desenvolvido para aplicação em argamassas de assentamento e revestimento, auxiliando na absorção de movimentações pelas argamassas e na sua aderência ao substrato, com consequente minimização de microfissurações e desplacamentos.

“Chama atenção a baixíssima dosagem necessária do aditivo AertekDrymix 10 para se alcançar os níveis de incorporação de ar requeridos para as argamassas de uso geral. Para efeito de comparação, usa-se percentual dez vezes menor do aditivo em pó da Erca em relação ao aditivo líquido”, informa Alencar.

Por fim, o TardusDrymix 90 é o aditivo retardador de pega, recomendado para ser usado em aplicações de argamassas industrializadas e concretos ensacados que requeiram um maior tempo em aberto de sua trabalhabilidade, em geral, muito curto nesses produtos.

Com o uso do TardusDrymix 90, o tempo de pega é controlado em função de sua dosagem na mistura. Além do maior tempo em aberto da trabalhabilidade, o aditivo também reduz o calor de hidratação, possibilitando minimizar a retração e fissuração da argamassa ou concreto.

Os três produtos da linha Drymix podem ser usados conjuntamente, para maximizar os benefícios de sua aplicação em cada caso. A linha foi lançada na ConcreteShow 2017, de 23 a 25 de agosto, na São Paulo Expo.

erca2
erca1
Topo